Ações com dividendos: como ter as melhores na sua carteira?

Comprar ações com dividendos é opção para viver de renda. Confira as dicas para acertar na escolha dos melhores papéis do mercado.

Investir em ações com dividendos é uma ótima alternativa para quem tem já aplica ou deseja ingressar na renda variável.

Ao comprar os papéis, o acionista é remunerado com os lucros da empresa na qual investe. Assim, quanto melhores os resultados do negócio, mais o investidor ganha com aquele ativo.

Se você gosta da ideia, não deixe de ler este artigo até o final e descubra, então, como escolher e investir em ações que pagam com dividendos.

O que são ações com dividendos?

Toda ação deve remunerar os acionistas com o pagamento de dividendos, se o negócio operou com lucro durante o período de investimento.

Isto é, as ações são frações de uma sociedade anônima (S/A). Assim, as empresas vendem esses pedaços societários com a promessa de recompensar aqueles que os compram (os acionistas) com o lucro (os dividendos).

Dessa maneira, os acionistas investem seu dinheiro nas S/As através da compra de ações. Na data de distribuição dos lucros, os investidores recebem sua parcela proporcional nos resultados: os dividendos.

De acordo com a Lei nº 6.404, as organizações devem distribuir ao menos 25% do lucro em forma de dividendos. Mas, o valor exato fica a critério das políticas da empresa.

Como são pagos dividendos em ações

Se as ações são frações que compõem a sociedade anônima, os dividendos são pequenas partes do lucro do negócio. Assim, o acionista recebe os dividendos de maneira proporcional ao valor do seu investimento. Quanto mais cotas da sociedade ele tiver, maior será seu recebimento dos lucros.

O pagamento dos dividendos pode ser feito em periodicidades diversas – mensal, trimestral, semestral, anual, etc. O período entre as distribuições deve constar no estatuto da S/A. Esse tipo de empresa determina a data de pagamento dos dividendos depois que o lucro for apurado e o seu conselho administrativo fizer as deliberações.

Mas não basta comprar o papel no dia da distribuição dos lucros para ter acesso ao recebimento. No geral, é necessário ser dono da ação antes da data de ex-dividendo, que é definida pela Bolsa de Valores (B3).

Dessa forma, somente os investidores que adquiriram os ativos antes da data determinada pela B3 poderão receber os dividendos pagos pela ação. Na data de pagamento, o valor poderá ser distribuído em dinheiro aos acionistas ou com novas ações, por exemplo.

As empresas podem determinar suas regras para fazer a distribuição dos resultados, dentro das normas permitidas pela legislação. Por isso, é importante conferir cuidadosamente as práticas da S/A de onde você deseja comprar os ativos.

3 dicas para escolher ações com dividendos

Investir em ações com dividendos é uma boa escolha para quem quer ter uma renda passiva. O investimento funciona bem como uma estratégia de longo prazo, já que minimiza o impacto de oscilações do preço dos ativos, no curto e médio prazo.

Assim, se você quer ter boa rentabilidade sendo acionista, confira as dicas para escolher as melhores ações para receber dividendos:

 

1 – Alinhe estratégias de investimento

A renda variável tem riscos mais altos, mas também promete ganhos maiores do que a renda fixa. Você tem o perfil para investir nesse formato? É preciso ser moderado ou, preferencialmente, arrojado em investimentos.

Considere, ainda, os seus objetivos e planos de investimento. Ao ter clareza sobre o que você espera com a compra de ações, fica muito mais fácil definir o que é ou não interessante para você.

 

2 – Pesquise ativos e faça a comparação

As ações não têm taxas fixas de rentabilidade. Mas você pode conferir o histórico de pagamentos para analisar os valores médios de distribuição dos dividendos. O histórico não é certeza de pagamento no futuro, é claro. No entanto, já é um bom direcionamento.

Depois de coletar os dados, faça o comparativo entre as médias de diferentes papéis. Confira, ainda, o preço dos ativos, Dividend Yield (DY) e periodicidade das distribuições. Então, você terá dados mais concretos para decidir pelas ações que fazem os melhores pagamentos com dividendos.

 

3 – Analise os cenários

Como dissemos, as distribuições anteriores não significam, com exatidão, os pagamentos futuros. Portanto, você deve ser capaz de fazer uma análise aprofundada sobre os fundamentos das ações. Ou seja, avaliar fatores externos e internos à S/A para projetar os resultados do negócio.

Um momento econômico ruim para o segmento de uma empresa X pode comprometer a lucratividade de suas operações e, assim, a distribuição de dividendos.

Da mesma forma, indicadores econômicos que projetam crescimento e melhora da economia nos próximos meses, por exemplo, podem representar dividendos maiores nos próximos pagamentos.

Assim, o acionista que entende seu próprio perfil, objetivos e planos de negócio, compara os ativos e faz uma análise fundamentalista, tem muito mais chances de sucesso com as ações.

Você pode se tornar esse investidor. Para isso, aproveite o que Capital Research tem a oferecer e aprenda mais sobre investimentos com nossos conteúdos exclusivos, análises e carteiras recomendadas.

Recomendados

Investimentos

Dividend Yield: o indicador de rendimento de dividendos para acionistas

Já ouviu falar do Dividend Yield? Nós, da Capital Reseach, preparamos um artigo ...

6 meses atrás

Investimentos

Investidor: saiba o que são dividendos e como recebê-los

Se você investe em ações, vale a pena conhecer a modalidade de investimento em ...

4 meses atrás

Investimentos

Empresas que mais pagam dividendos: quais são os tipos e como investir

Saiba como identificar as empresas que mais pagam ...

3 meses atrás