Bolsa de Valores para iniciantes: tudo o que você precisa saber

Entenda o que é, como funciona e as principais características da bolsa de valores antes de começar a investir

Uma das opções mais atraentes para quem quer começar a investir é a bolsa de valores. Fazer operações na bolsa é uma alternativa bastante acessível e conta com aplicações que interessam a muitos investidores.

É através desse tipo de investimento, é possível se tornar sócio de muitas empresas listadas na bolsa. E, embora muitos investidores experientes já invistam na bolsa de valores, há pessoas que estão buscando como começar a investir, mas ainda não estão familiarizadas com as funcionalidades desse mercado.

Conheça tudo o que você precisa saber sobre a bolsa de valores para iniciantes.

Afinal, o que é a bolsa de valores?

Descrever a bolsa de valores para iniciantes é mais simples do que parece. A bolsa de valores é a organização responsável pelo registro de compra e venda de todos os ativos, ações e valores mobiliários. Sua função é de fiscalizar e garantir o funcionamento das regras de negociação, mantendo o ambiente com segurança para que essas aplicações ocorram de forma eficaz.

Em linhas gerais, a bolsa de valores oferece um ambiente organizado, com regras estabelecidas e que promove a segurança na hora do investidor aplicar seu patrimônio. Isso determina a efetivação dos negócios, então assegura que o investidor receba pelas ações ou títulos em que investiu.

 

O que são ações?

Basicamente, pode-se definir uma ação como parte de uma empresa. É a menor parcela do patrimônio de uma empresa, uma fração do capital social para negociação na bolsa de valores.

É importante saber que cada ação é equivalente a um título, esse título é o que dá o direito de propriedade do investidor. Ou seja, quem compra uma ação se torna um acionista, um sócio da empresa na qual investiu.

Resumidamente, o processo funciona assim: você investe na bolsa e compra ações. Dessa forma, se torna dono de uma parte da empresa da qual comprou as ações. A partir daí, você possui todos os direitos e deveres de um sócio.

 

O que é a B3?

Cada país possui sua própria bolsa de valores, podendo até mesmo ser mais de uma. No Brasil, a única bolsa de valores que existe é a BM&F Bovespa, também conhecida como B3.

A bolsa de valores brasileira, recentemente, sofreu uma alteração que resultou na junção de BM&F Bovespa com a CETIP. Dessa junção, surgiu então a B3.

A B3 é o espaço onde pessoas distintas apostam em compras e vendas de variadas ações das empresas. Funciona como um ambiente para ofertas de ações, possibilitando a compra e venda desse tipo de investimento.

Como funciona a bolsa de valores?

Basicamente, a bolsa de valores tem como objetivo manter a ordem do mercado financeiro, garantindo que empresas abram seu capital e recebam pelas ações adquiridas pelos investidores, da mesma forma que garante ao investidor seus direitos sobre as ações.

O sistema acontecia por meio do pregão viva-voz, mas esse processo passou a ser feito diretamente online. Conhecido como pregão eletrônico, o sistema passou a ser totalmente digitalizado no Brasil, por meio de um Home Broker, possibilitando maior segurança e credibilidade para quem quer operar na bolsa.

Além disso, as ações adquiridas no país são mantidas na CBLC, a Companhia Brasileira de Liquidação e Custódio, garantindo a eficiência do sistema no quesito credibilidade e segurança.

Para operar na bolsa há dois módulos: o Swing Trade e o Day Trade.

 

Swing trade

São operações de compra e venda de ativos na Bolsa de valores, cuja duração é de dias, semanas, meses e até anos. Nesse tipo de investimento, o processo é comprar uma ação em determinado momento e aguardar o momento mais propício para vendê-la.

Esse tipo de investimento é mais indicado para quem não tem muito tempo para acompanhar o mercado e para quem escolhe seguir uma estratégia de lucro a longo prazo por acreditar na valorização das ações.

 

Day trade

Esse tipo de operação segue na lógica oposta da anterior, pois nesse caso o objetivo é comprar e vender ativos no mesmo dia e lucrar com as oscilações do mercado. É conhecida como uma vantagem em poder agilizar as aplicações, podendo lucrar com a operação alavancada.

Também é uma categoria de operação considerada de alto risco justamente por conta das oscilações e é mais recomendada para quem tem experiência no mercado de investimento e saiba lidar com os resultados de perdas e ganhos.

5 dicas para quem quer começar a investir na bolsa

Embora, no Brasil, tenha se criado a ideia de que investir na bolsa de valores é algo voltado a um público mais rico, as aplicações desse tipo de investimento contam com muitas alternativas e que podem ser favoráveis a muitos investidores, desde os mais experientes aos que ainda pretendem começar.

Se você quer saber como investir na bolsa de valores para iniciantes, tem dicas que podem te ajudar a começar a operar da melhor forma.

Perfil de investidor

Descubra seu perfil de investidor.

Basicamente, o perfil de investidor é formado por suas características enquanto pessoa que investe juntamente com seus principais objetivos de investimento. É possível se enquadrar em três tipos: conservador, moderado e agressivo.

O investidor conservador é quem não está disposto a arriscar muito e procura segurança em suas aplicações, mesmo que abra mão de uma possível maior rentabilidade.

O investidor moderado, é o perfil mediano, pois procura aumentar sua carteira de ações com possíveis rentabilidades acima da média, mas não está propício a perdas.

Já o perfil agressivo é justamente aquele que arrisca na medida em que é possível obter mais lucro, então procura ter uma carteira mais competitiva.

 

Carteira de ações

Procure manter uma carteira de ações diversificada, pois trabalhar com várias aplicações ao mesmo tempo permite maior vantagem do que quando se aplica tudo em uma só ação. O risco de perda ao aplicar em várias ações diminui.

A ideia é que se analise bem as ações e crie uma boa carteira variada de ações, portanto esteja atento aos riscos de rentabilidade das aplicações e as examine para compreender em quais vale a pena apostar.

 

Análises técnica e fundamentalista

Analisar bem um negócio é fundamental para operar na bolsa de valores, para isso você pode contar com a análise técnica e a análise fundamentalista.

A análise técnica evidencia o movimento dos gráficos do mercado, mostrando as tendências de queda e crescimento nos valores e ajuda a deduzir o que vem depois, ou seja, os próximos passos.

A análise fundamentalista possibilita analisar a probabilidade de aumento ou queda em uma ação. Ela é voltada aos dados de fluxo de caixa, lucro periódico, relação de preço e lucro e também conta com a demonstração de resultado do exercício de empresas.

 

Erros comuns

Os maiores erros de quem está buscando começar a investir são: pressa nas operações, falta de metodologia e falta de conhecimento.

Se você busca operar na bolsa, precisa começar com calma, analisando bem as opções de mercado e sem pressa de obter lucro de um dia para o outro. Além disso, é necessário formular a sua metodologia para operar, ou seja, conhecer seu perfil de investidor e procurar o melhor método para investir.

Outro ponto é: conhecer o mercado em que vai atuar. Se você busca investir na bolsa de valores, precisa estudá-la, saber como funciona, conhecer as empresas listadas e estudar melhor as opções de compra e venda de ações.

 

Livros sobre investimento

Falando em conhecimento, para quem quer começar a investir com inteligência e se tornar um bom investidor, nada melhor que começar com livros sobre investimento.

Livros escritos por investidores experientes podem contribuir com sua visão de mercado, além de contar com as experiências de quem já está investindo a mais tempo.

Abaixo, seguem três livros indicados para investidores iniciantes:

  • Pai rico, pai pobre, escrito por Robert Kiyosaki e Sharon L. Lechter – contesta a educação financeira tradicional;
  • O jeito Warren Buffet de Investir, de Robert G. Hagstrom – fala como Warren conseguiu chegar onde chegou;
  • Faça fortuna com ações, do autor Décio Bazin – dá estratégias de investimentos.

Por fim, saiba que a bolsa de valores para iniciante não é uma realidade distante e agora que você já conhece o principal sobre esse mercado já pode procurar as melhores aplicações para o seu perfil. Para mais informações sobre a bolsa de valores, clique aqui.

Recomendados

Investimentos

Ativo gerador de renda: o que é, tipos e como investir

Entenda mais sobre investimentos em ativos geradores de renda como imóveis ou ...

1 ano atrás

Investimentos

Canal de distribuição: o que é, tipos e como analisar

Saiba o que é canal de distribuição e confira como pode interferir em seus ...

1 ano atrás

Investimentos

Diferenças entre corretora e gestora: saiba tudo antes de investir

Leia nosso artigo para esclarecer melhor quaisquer dúvidas sobre a diferença entre ...

1 ano atrás