Certificações financeiras: o que são e qual a sua importância para o investidor

As certificações financeiras qualificam e habilitam investidores a operar no mercado. Conheça quais são e como obter.

Para quem trabalha na área, quer investir ou apenas gosta de finanças, as certificações financeiras são muito importantes.

À primeira vista, as siglas CPA, CEA e CGA, entre outras, podem parecer uma verdadeira sopa de letrinhas e, por isso, fica difícil entender tudo logo de cara. 

Mas, não se preocupe! Por aqui, vamos mostrar a você como as certificações financeiras funcionam, as principais requeridas pelo mercado e como conseguir cada uma delas.

Siga acompanhando!

O que são certificações financeiras?

As certificações financeiras são emitidas para os aprovados em exames técnicos sobre questões de finanças, economia e investimentos. Mas, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é necessário fazer algum curso específico para obter o documento.

Então, basta conseguir o número mínimo de acertos para ser certificado. Mas, é claro, é extremamente necessário ter bons conhecimentos sobre os temas tratados nos exames para conseguir a aprovação. 

Por que obter certificações financeiras?

Algumas profissões só podem ser exercidas por pessoas devidamente certificadas. É o caso das certificações CPA 20 e CPA 10 que são exigidas para profissionais de agências bancárias ou plataformas de atendimento.

No entanto, alguns documentos não são obrigatórios a qualquer tipo de atividade financeira e, mesmo assim, são muito importantes. Através da aprovação nessas provas, a pessoa certificada consegue comprovar seus conhecimentos técnicos nas áreas de finanças e investimentos.

Assim, as certificações financeiras podem ou não ser obrigatórias para profissionais e investidores. Mas, elas sempre se demonstram como a oficialização de que o certificado tem conhecimento sobre o mercado financeiro.

7 certificações financeiras

A seguir, vamos falar sobre as principais certificações para quem deseja se aventurar pelo universo das finanças. Acompanhe e desvende o significado de cada uma das siglas.

 

1. CPA-20

A Certificação Profissional Anbima – Série 20 é uma das mais conhecidas. Fornecida pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, tem como foco profissionais de instituições financeiras.

Dessa forma, ela é voltada a profissionais que atuam na distribuição de produtos de investimento para clientes dos segmentos de varejo alta renda, private, corporate e investidores institucionais. O exame tem 60 questões e é necessário acertar mais do que 42 delas para receber a certificação.

 

2. CPA-10

A Certificação Profissional Anbima – Série 10 também é bastante procurada. Seu foco, no entanto, são pessoas que trabalham na prospecção ou venda de produtos de investimento diretamente para o público.

Vale observar que a CPA-20 já cobre as autorizações que a CPA-10 permite. Para ser certificado, o candidato deve acertar ao menos 70% das 50 questões da prova.

 

3. CEA

Mais específica do que as anteriores, a Certificação de Especialista em Investimentos pela Anbima abrange todos os conteúdos e permissões da CPA-20 e CPA-10.

CEA certifica profissionais que assessoram os gerentes de conta de clientes pessoas físicas em investimentos, podendo indicar produtos. Para obter a certificação, é preciso ser aprovado em dois módulos – que contém 60 questões, cada.

 

4. CGA

Ainda falando em exames realizados pela Anbima, a Certificação de Gestores é indicada para profissionais que fazem gestão de recursos de terceiros de veículos de investimentos. A aprovação exige 42 acertos das 70 questões.

 

5. CNPI

O Certificado Nacional do Profissional de Investimentos, emitido pela Apimec, é obrigatório para quem quer ser Analista de Valores Mobiliários. Ele é dividido em 3 categorias:

  • CNPI para analista fundamentalista
  • CNPI-T para analista técnico
  • CNPI-P para analista pleno (fundamentalista e técnico)

As provas contém 60 questões e, para ser certificado, o candidato deve acertar pelo menos 40 delas – sendo que há uma exigência de acerto de pelo menos 50% em cada módulo.

 

6. CFP

O Certified Financial Planner é uma certificação americana. No Brasil, ela é validada pela Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros.

O CFP é indicado para planejadores financeiros que desejam trabalhar como consultor. Considerada uma certificação de prestígio, ela não é obrigatória, mas altamente desejável. Sua prova com 98 questões exige 70% de acerto geral e, pelo menos, 50% em cada módulo para garantir a aprovação.

 

7. Certificações de Agentes Autônomos

Por fim, quem deseja trabalhar como agente autônomo de investimentos pode buscar por duas aprovações:

  • Certificado da Associação Nacional das Corretoras de Valores, Câmbio e Mercadorias (ANCORD)
  • Certificado do Programa de Qualificação Operacional da BM&FBOVESPA (PQO)

O exame da ANCORD é realizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e avalia a qualificação técnica do candidato. São 80 questões e a aprovação consiste em acertar mais do que 70% das questões, com 50% de acerto em cada um dos módulos.

PQO é elaborado pela bolsa de valores brasileira – a B3 – e a prova é aplicada pela ANCORD. Ele certifica profissionais em diferentes áreas como Operações, Compliance, Risco, Comercial, Back Office, Liquidação, Custódia e Cadastro. São 60 questões e será considerado habilitado o candidato que obtiver o mínimo de 60% de acerto.

Assim, se você já atua na área ou pretende começar a se profissionalizar em finanças e investimentos, vale a pena conhecer as certificações financeiras. Mantenha-se atualizado e aprimore seus conhecimentos com a Capital Research.

Recomendados

Investimentos

Certificação PQO: como se qualificar enquanto investidor?

Aprenda mais sobre essa certificação essencial para profissionais que atuam e ...

1 ano atrás

Investimentos

Anbima CEA: tudo sobre a Certificação de Especialista em Investimentos

Entenda mais sobre como essa certificação pode ser importante para você e quais ...

1 ano atrás

Investimentos

Headcount: Como essa ferramenta pode auxiliar na sua gestão?

Saber a quantidade de pessoas necessárias para a estratégia da sua empresa dar ...

11 meses atrás