Índices de rentabilidade: Saiba como funcionam e como calcular

Entenda quais são os principais índices de rentabilidade, como utilizá-los e como são fundamentais na tomada de decisão.

Uma boa contabilidade empresarial não é feita sem índices de rentabilidade. Isso porque em um mercado cada vez mais competitivo é imprescindível calcular a capacidade econômica da empresa para projetar os retornos futuros.

Portanto, o empreendedor que conhece a eficiência da firma em gerar retorno financeiro a partir dos investimentos realizados sai na frente em comparação com os concorrentes.

Para se destacar com uma ótima estratégia empresarial, acompanhe até o final este artigo que a Capital Research te mostrará como calcular os índices de rentabilidade, além de indicar os melhores tipos de análise dos resultados.

O que são índices de rentabilidade?

 A empresa fez um investimento e precisa saber o quanto este investimento ofereceu de retorno, o caminho para isto são os índices de rentabilidade. Esta é a maneira de medir o desempenho que mais interessa aos sócios de uma empresa.

A partir de investimentos diretos, dos ativos da empresa, empregados ou do patrimônio líquido utilizado para, por exemplo, realizar uma expansão operacional, ter o controle contábil das operações se torna crucial para se ter o retorno esperado de capital.

Como eles funcionam?

Para os cálculos se relacionam os dados contábeis de lucro obtidos na Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) em relação com o patrimônio ou com os ativos da empresa.

Com isso, para quantificar é preciso saber os dados sobre ativo total (1) sobre o patrimônio líquido da empresa (2) e sobre a receita de vendas (3). Como também informações sobre resultados: lucro operacional e lucro líquido.

Qual a importância dos índices para a minha empresa?

 O grande segredo dos índices de rentabilidade é o auxílio na tomada de decisão. Ter dados consistentes revelam se as estratégias para a empresa estão bem alinhadas e de acordo com as expectativas traçadas dentro do cronograma proposto.

Tanto para continuar um investimento bem feito, com perspectivas de ampliação, como para reposicionar a estratégia de acordo com o cenário do momento, são fundamentais estes índices, que podem ser aliados a outros indicadores de desempenho conforme a necessidade da companhia.

 Confira as principais vantagens em empregar índices de rentabilidade:

 – Demonstra se os investimentos estão de acordo com as expectativas;

– Permite o reposicionamento dos investimentos caso necessário;

– Possibilita adotar estratégias para gerar mais retorno;

– Oferece um quadro geral da empresa quanto às possibilidades de investimento;

– Contribui para a tomada de decisão dos gestores;

– Auxilia a atração de novos acionistas, sócios e a obtenção de crédito. 

Tipos de índices e como calculá-los

 Vamos agora aprender quais são os três principais índices de rentabilidade que os gestores utilizam para saber se os investimentos tiveram uma performance conforme o esperado.  São eles: o índice de margem; o índice de ativos; e o índice de retorno sobre capital.Os cálculos dos indicadores tem diferenças, mas basicamente buscam mostrar o quociente entre o lucro conquistado com base no investimento feito.

  • Índice de margem

Os índices de margem mais populares são dois: o operacional e o líquido.

– O índice de margem operacional visa saber o quanto se tem de lucro por venda unitária ou serviço prestado, sem considerar os gastos envolvidos. Para tal se divide o lucro operacional pelas vendas.

Índice de margem operacional= lucro operacional/vendas

– Já o índice de margem líquida é produtivo em mostrar como a gestão financeira de uma empresa está de maneira geral. O resultado final vai representar parcela do lucro líquido. Para se obter o valor do cálculo é preciso obter a relação entre o lucro líquido dividido pelo valor de vendas.

Índice de margem líquida= lucro líquido/vendas

  • Índice de ativos

O índice de ativos é dividido entre retorno e giro. O primeiro tem base nos investimentos e o quanto a empresa tem de lucro, já o segundo é o quando a empresa tem de lucro com base nas vendas.

– O índice de retorno sobre o ativo é calculado pelo lucro líquido dividido pelo valor do ativo e multiplicados por cem. Assim se estabelece o Retorno sobre Ativos (ROA). A fórmula é a seguinte:

(Lucro líquido / Ativo) x 100 = % ROA

– O índice de giro do ativo é importante para indicar o lucro com base em volumes de vendas e ativos. Para calculá-lo  basta dividir a receita líquida pelo total do ativo:

Receita Líquida/ Total de Ativo = giro do ativo

  • Índice de retorno sobre capital

O índice de retorno sobre o capital é um bom demonstrativo quanto à saúde dos investimentos para atrair novos capitais. A conta é feita dividindo o lucro líquido pelo patrimônio líquido da empresa, chegando a um resultado de Retorno sobre Patrimônio Líquido (ROE).

(Lucro líquido / patrimônio líquido) x 100 = % de ROE

Como analisar os índices?

É importante destacar que existem três tipos principais de análise dos índices de rentabilidade: ROI (Retorno sobre Investimentos), ROA (Retornos sobre Ativos) e ROE (Retorno sobre o Patrimônio Líquido). E todas as informações necessárias para os cálculos podem ser encontradas no documento de Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), que toda empresa deve possuir, e no balanço patrimonial.

Além disso, é possível saber o quanto uma companhia é capaz de gerar a partir de todo capital investido, incluindo aportes de terceiros ou por meio de dívidas. Esta análise é feita por meio do ROIC (Retorno sobre o Capital Investido).

Como fazer estas e outras análises você aprende com Capital Research. E agora que já aprendeu a importância dos índices de rentabilidade que tal colocar a mão na massa e calcular se os investimentos feitos deram o lucro esperado?

Gostou do conteúdo? Então assine a nossa newsletter e receba, diariamente, informações sobre investimentos.

 

Recomendados

Investimentos

Ações preferenciais ou PN: entenda qual a vantagem

Ações preferenciais ou PN são ações com prioridade na distribuição de ...

1 ano atrás

Investimentos

Entenda o que é uma carteira de investimentos e como montar a sua

Construa seu perfil de investidor para descobrir qual estrátegia se encaixa melhor e ...

1 ano atrás

Investimentos

Fusão de empresas: o que é e quais as vantagens e desvantagens?

Entenda como funciona o processo de fusão e porque é cada vez mais comum isso ...

1 ano atrás