LIG: Conheça essa nova forma de investir no mercado imobiliário

Com o surgimento do LIG, que é uma nova modalidade de investimento também surgem muitas dúvidas. É seguro? Como funciona?

O mercado financeiro e o imobiliário possuem uma relação muito mais estreita do que pode parecer. O mercado imobiliário é um ramo que necessita de um grande montante de capital e financiamento para conseguir realizar seus empreendimentos. Para auxiliar nessa tarefa o mercado financeiro cria produtos de investimento atrelados ao setor. Desta forma, o mercado financeiro faz uma ponte essencial. Esta gera a quantidade de capital necessária ao mercado imobiliário que, por sua vez, entrega produtos de renda fixa ou variável aos mais diversos perfis.

O mercado imobiliário está em constante expansão e demanda capital para financiar suas atividades. Assim, o mercado financeiro cria novos produtos de investimentos para atrair investidores. Dessa forma ele consegue os meios necessários para financiar o mercado imobiliário.

Ao fazer isso, termina por diversificar também, cada vez mais, o seu portfólio de aplicações. Também gera novas formas de atender aos mais diversos perfis de investidores.

Desta forma, o banco ganha mais um instrumento de captação, o mercado financeiro um instrumento de financiamento e o investidor mais uma alternativa de investimento.

O mercado financeiro é composto por diversas siglas que podem confundir bastante no início. Uma delas que foi criada recentemente e vem ganhando espaço é a LIG, que significa Letra Imobiliária Garantida. A LIG é uma aplicação financeira relacionada ao mercado imobiliário, bem como algumas outras um pouco mais conhecidas como a LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e a CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários).

Recentemente regulamentada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), a LIG foi criada em 2014. Ela  teve sua resolução a respeito da emissão aprovada em agosto de 2017 e ficou até maio de 2018, quando sua regulamentação foi concluída. Suas regras debatidas pelo Banco Central e CMN. Uma vez regulamentada, em novembro do ano passado o registro desse investimento passou a ser liberado pela Bolsa de Valores brasileira.

No caso das LIGs, além dos bancos, as seguintes entidades podem emitir esses títulos:

  • caixas econômicas;
  • sociedades de crédito, financiamento ou investimento;
  • companhias hipotecárias;
  • associações de poupança e empréstimo.

Você pode se interessar por esses artigos:

CDB e CDI: conheça as diferenças antes de investir

Custo total de propriedade e sua importância no investimento

O que é LIG?

A Letra Imobiliária Garantida é mais uma opção de título de renda fixa, com lastro no mercado imobiliário. O que significa dizer que seu valor está embasado no mercado imobiliário emitido por bancos e com uma dupla garantia.

A criação da LIG foi inspirada nos papéis com cobertura garantida, os “covered bonds”. Eles são  muito comuns em países europeus, e tiveram por objetivo fomentar o mercado imobiliário do Brasil.

Um dos grandes diferenciais da LIG, que inclusive está em seu nome, é a dupla garantia ao investidor. A primeira é oferecida pela instituição financeira emissora do título. E, caso algo ocorra a essa instituição, a carteira de imóveis da LIG, que fica separada do patrimônio do banco, é assumida pelo agente fiduciário que os disponibiliza aos investidores.

É previsto em lei que a LIG seja depositada em um depositário central autorizado pelo Banco Central. Isso é feito para que ele tenha acesso e mantenha controle acerca de toda cadeia de negócios do título. Gerando, assim, maior transparência e segurança às emissões.

Há quem diga que a LIG é um título que fica entre a LCI e o CRI por conta das suas duas formas de proteção. Em um primeiro momento ela se parece mais com a LCI, por contar com a proteção da instituição financeira emissora do título. E no segundo se assemelha mais ao CRI tendo sua garantia baseada nos ativos de carteira. Espera-se que a LIG tenha retornos superiores aos da LCI e menores riscos do que o CRI.

As LIGs, em geral, são títulos de renda fixa, mas contam ainda com o diferencial de ter uma rentabilidade atrelada à variação cambial.

Vantagens de investir em LIG

  • Possui dupla garantia, a primeira é oferecida pela instituição financeira emissora do título e a carteira de imóveis da LIG, que fica separada do patrimônio do banco.
  • Bem como a LCI, é um investimento Isento de Imposto de Renda para pessoa física tanto locais quanto entrangeiros. Com isso o seu rendimento líquido se torna bastante atraente quando comparado com outros investimentos como CDB, Fundos e títulos públicos, por exemplo. Eles não possuem a mesma isenção, sendo taxadas pela receita com alíquotas que diminuem com o tempo, de 22,5% caindo para 15%.
  • Pode ser atrelada a diversos índices (pré e pós-fixados) ou até à variação cambial, portanto possui uma diversificação interessante.
  • Por ser uma aplicação de renda fixa, pode trazer estabilidade à carteira de investimentos, com um perfil mais conservador.

Desvantagens de investir em LIG

  • A LIG possui um vencimento mínimo de dois anos e prazo de carência de 12 meses. Ou seja, é um investimento mais longo que obriga o investidor a esperar esse período para retirar o dinheiro. Essa característica também pode ser um empecilho caso surja algum problema inesperado e o investidor precise do dinheiro que está aplicado. Então é recomendado que a parte separada para investir nesse título não seja a margem de segurança do investidor.
  • Para quem está buscando uma liquidez imediata também não é o investimento ideal. Tanto pelo fato de possuir o período de carência quanto por serem títulos novos no mercado. Isso faz com que a sua liquidez ainda não seja tão alta assim.
  • Embora possuam sua própria dupla garantia, as LIGs não possuem a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Esta é uma entidade privada e sem fins lucrativos, criada nos anos 1990 pelas instituições financeiras visando proteger os investidores. Ela cobre até 1 milhão de reais por CPF, sendo no máximo até 250 mil reais por instituição financeira. Diferentemente do FGC a garantia da LIG não possui um máximo de ressarcimento.

Como posso adquirir uma LIG?

Como outros títulos, a LIG é emitida por bancos e outras instituições financeiras. Ela pode ser compradas através deles ou por meio de corretoras ou distribuidoras. O valor mínimo varia de acordo com cada instituição.

A Capital Research veio para esclarecer todas as suas dúvidas sobre o mercado financeiro, com dicas e conteúdos exclusivos para você, não importa se já é investidor, pretende ser ou apenas tem curiosidade sobre o assunto.

Gostou do texto? Que tal receber mais dicas como essa em seu e-mail? É fácil, basta clicar aqui e se cadastrar.

Recomendados

Investimentos

Ativo gerador de renda: o que é, tipos e como investir

Entenda mais sobre investimentos em ativos geradores de renda como imóveis ou ...

2 anos atrás

Investimentos

CDI: conheça tudo sobre um dos principais parâmetros de rentabilidade do mercado

CDI é a principal taxa de referência para a avaliação da rentabilidade de ...

2 anos atrás

Investimentos

Conheça os principais tipos de investimento do mercado financeiro

Aprenda sobre os tipos de investimento disponíveis, seus respectivos níveis de ...

2 anos atrás