Liquidez Seca: conheça esse indicador pouco conhecido

A maneira prática de avaliar a capacidade de pagamento das empresas frente às obrigações é feita por meio de Indicadores de Liquidez. São quatro os indicadores: liquidez seca, liquidez corrente, liquidez geral e liquidez imediata. Os indicadores de liquidez seca e corrente devem ser utilizados para uma análise de pagamento de curto prazo pela empresa. Já o indicador de liquidez geral refere-se a capacidade de pagamento a longo prazo e a liquidez imediata quanto aos valores disponíveis no exato momento pelo empreendimento para quitar as dívidas.

 

O que é Liquidez Seca?

A liquidez seca é um dos quatro indicadores de liquidez amplamente utilizados no mundo contábil. É muito similar à conta de liquidez corrente, porém o seu cálculo desconsidera o estoque do ativo circulante. Esta variação atribuída a liquidez seca permite uma avaliação que não agrega o estoque como parte patrimonial da empresa.

O indicador oferece uma avaliação mais dura, que permite enxergar as condições que empresa tem de honrar com as despesas ainda que não venda nada de seu estoque ou mesmo não possua estoque pela natureza da atividade que desempenha.

 

Como a Liquidez Seca é calculada?

Entre os indicadores de liquidez o cálculo da liquidez seca é o que revela em tom mais acentuado a verdadeira condição de uma empresa em cumprir as suas obrigações em curto prazo. Isto porque o valor dos estoques é retirado do cálculo realizado. A fórmula da liquidez seca é muito semelhante ao da liquidez corrente, que considera os estoques em seu cálculo.

No entanto, ao retirar a totalidade dos estoques de sua fórmula, o resultado da liquidez seca sempre será igual ou inferior ao da liquidez corrente. O cálculo da liquidez seca (LS) se dá pela subtração do ativo circulante (AC) o valor dos estoques (E) dividido pelo passivo circulante (PC). Com isso temos a seguinte fórmula:

LS = (AC – E) / PC

Os ativos são os bens e direitos de uma empresa e a nomenclatura circulante aponta que podem ser rapidamente convertidos em dinheiro. O passivo se refere às dívidas que a empresa possui, com o circulante se referindo também que são de curto prazo, geralmente um ano. Estes componentes divididos, antes feita a subtração dos estoques nos ativos circulantes, oferece o quociente de liquidez seca para ser interpretado como veremos abaixo.

 

Qual as vantagens e desvantagens de usar Liquidez Seca para análise?

 

Vantagens da  Liquidez Seca:

  • Indica a capacidade de pagamento da empresa a curto prazo;
  • Auxilia na tomada de decisão quanto à saúde financeira do negócio;
  • Diferente da liquidez corrente, permite a avaliação desconsiderando os estoques para empresas que utilizam largamente de armazenamento;
  • A fórmula utilizada é simples e a aplicação é feita com os resultados de balanços e demonstrativos contábeis que toda empreendimento deve ter.

 

Desvantagens da  Liquidez Seca:

  • Por desconsiderar o estoque, para algumas atividades empresariais que não trabalham com armazenamento a aplicação do indicador não é útil;
  • Componentes dos ativos circulantes no Balanço Patrimonial podem sofrer variações imprevistas que afetam o resultado real da liquidez seca.

 

Como descobrir o grau de Liquidez Seca de uma empresa?

Para todos os indicadores de liquidez a regra que se aplica tem como referência o número 1 (um). Assim, com as aplicações das fórmulas os resultados das divisões (quocientes) terão o número um como parâmetro de avaliação, sendo maior do que ele um indicativo positivo e menor um indicativo que pode ser negativo – observando que o indicador deve ser sempre compreendido junto a outros fatores para uma visão completa da saúde financeira empresarial. A seguir veja a análise que é usualmente feita para os indicadores:

  • Quociente maior do que 1: a empresa possui liquidez para cumprir os seus pagamentos;
  • Quociente igual a 1: os recursos disponíveis da empresa se equivalem ao valor das dívidas;
  • Quociente menor do que 1: os recursos da empresa no momento não são suficientes para quitar as obrigações.

Após se aplicar a fórmula para o cálculo da liquidez seca é preciso avaliar o resultado. Por exemplo, se o número for 0,65, portanto menor do que 1, a avaliação inicial é de que a empresa pode ter dificuldades em realizar os pagamentos de dívidas. Mas se for, hipoteticamente, 1,37, pode ser um indicativo de que ela esteja em equilíbrio com as finanças. Conforme o número revelado, é possível traçar uma ideia sobre a capacidade da empresa em realizar os seus pagamento no curto prazo e traçar estratégias junto com os outros indicadores de liquidez para planejar os próximos passos do empreendimento.

Agora que você já conhece como funciona a liquidez seca e a importância da utilização do cálculo para avaliação da saúde financeira das empresas que tal colocar em prática este novo conhecimento?

Gostou do conteúdo? Então se inscreva na newsletter da Capital Research e receba, diariamente, informações relevantes para os seus investimentos.

Recomendados

Investimentos

Canal de distribuição: o que é, tipos e como analisar

Saiba o que é canal de distribuição e confira como pode interferir em seus ...

2 anos atrás

Investimentos

Certificação PQO: como se qualificar enquanto investidor?

Aprenda mais sobre essa certificação essencial para profissionais que atuam e ...

2 anos atrás

Investimentos

Como comprar ações online

Investir na Bolsa de Valores é uma realidade que pouco a pouco vem conquistando os ...

2 anos atrás