O que é open banking, vantagens e soluções

Quer entender melhor o que é open banking e como esse conceito pode revolucionar o setor bancário? Confira vantagens e soluções.

open-banking

O open banking é um sistema de integração de dados que, nos próximos anos, irá revolucionar o mercado financeiro.

Em poucas palavras, esse sistema é capaz de integrar informações de consumidores, desde que haja permissão deles, em uma única plataforma que diferentes instituições podem acessar.

Na prática, significa mudança tanto para o consumidor quanto para os bancos, fintechs e empresas que atuam nesse mercado. Mas como funciona o open banking, quais são suas vantagens e qual é a realidade no Brasil? Continue com a leitura e descubra.

O que é open banking

Open banking, em uma tradução para o português, significa banco aberto.

Trata-se de um sistema que permite que a empresas e serviços acessem dados de clientes, com a autorização deles, em uma plataforma integrada.

O conceito parte do princípio de que os dados dos clientes são deles próprios, e não de instituições financeiras específicas.

O open banking é possível devido às APIs, que são interfaces de programação de aplicativos.

Essa sigla se refere a um conjunto de padrões de programação que permite que diferentes sistemas sejam integrados.

Mas, afinal, como o open banking funciona na prática?

Pense em um consumidor que tem conta em um banco específico há anos.

Todos os dados do seu histórico, portanto, estão registrados no sistema do banco.

Agora imagine que esse cliente queira trocar de instituição financeira.

Normalmente, ele teria que construir relacionamento com um novo histórico.

Mas, com o open banking, pode simplesmente migrar essas informações para o banco onde abriu conta.

Além disso, o open banking permite que outras empresas do mercado tenham acesso às informações, caso seja da vontade do cliente, para criar novos produtos e serviços personalizados.

Por isso, trata-se de uma mudança que impacta diretamente bancos tradicionais, fintechs e outros negócios relacionados ao mercado financeiro.

Em workshop que tratou do tema em maio de 2019, Roberto Campos Neto, economista e atual presidente do Banco Central do Brasil, afirmou que o open banking vai fomentar as dimensões de competitividade e precificação.

“Também o open banking vai ser muito importante para essa confluência de fintechs, de indústrias, de plataformas novas que querem oferecer serviços”, disse o presidente.

No Brasil, o Banco Central já apresentou uma iniciativa de implementação do open banking.

Ainda em maio de 2019, foram divulgadas, em um comunicado, as principais diretrizes para a regulamentação do sistema no país, garantindo a segurança e agilidade necessárias.

“O open banking tem potencial para fazer no sistema financeiro o que a internet fez para as comunicações”, disse Otávio Damaso, diretor de Regulação do Banco Central, durante o seminário FintechView deste ano.

Vantagens do open banking

Com a implementação do open banking, a tendência é aumentar a concorrência no mercado e facilitar a vida do consumidor.

Para ampliar sua compreensão, confira, abaixo, as principais vantagens desse sistema.

Maior oferta de produtos e serviços

A integração de dados e o acesso a eles por diferentes instituições financeiras (sempre lembrando que isso só ocorre com a permissão do cliente) permite o surgimento de novos produtos e serviços.

Esse cenário aumenta a personalização de serviços para o consumidor e permite o surgimento de inovações no mercado, com produtos especializados em diversas plataformas.

Aumento de competitividade

Outro benefício é o aumento da competitividade no mercado, que, atualmente, está concentrado nos bancos e instituições financeiras tradicionais.

Com o open banking, as barreiras de entrada de novas empresas no mercado diminuem, ampliando a oferta para o consumidor.

Facilidade na migração de um banco para outro

Com o open banking, o cliente pode migrar seus dados de uma instituição financeira para outra, sem precisar criar um novo relacionamento ao trocar de banco ou ao adquirir um produto.

O processo se torna menos burocrático e, consequentemente, mais rápido.

Controle financeiro otimizado

Em um artigo para a revista Forbes, Vishal Marria, CEO da companhia Quantexa, destaca que o open banking permite aos clientes ter uma visão holística de seu comportamento financeiro, o que facilita a gestão do orçamento.

“Novos aplicativos podem coletar e analisar dados para as pessoas, fornecendo a elas o conhecimento de quando e onde é necessário reduzir os gastos”, explica o autor.

Futuro do open banking

No Brasil, o objetivo do Banco Central é implementar o open banking em etapas a partir de 2020, já que o processo ainda está na fase de regulamentação.

Antes de colocar o sistema em prática, também é preciso garantir a segurança dos dados do consumidor, já que eles serão acessados por diferentes instituições.

A segurança tem relação direta com a escolha das APIs, que permitirão o compartilhamento de dados.

Apesar de o open banking ainda não ter sido regulamentado e implementado no país, já existem iniciativas por aqui.

O Banco do Brasil, por exemplo, já compartilha dados, desde que haja consentimento dos clientes, com fintechs de gestão financeira.

É possível citar também o GuiaBolso, que tem parceria com o Banco Original, integrando dados da conta corrente de clientes para uma gestão financeira mais eficiente no aplicativo.

Sendo assim, já é possível observar movimentos iniciais de open banking no Brasil.

Mas, quando ele for implementado de fato, a tendência é que surja uma nova forma de relacionamento entre instituições financeiras e clientes, criando uma verdadeira transformação no mercado. E aí, gostou dessas dicas? Então assine a newsletter da Capital Research e receba novidades diariamente.

Recomendados

Investimentos

ADR: o que é, como funciona e as vantagens de se investir

Entenda o que é American Depositary Receipt (ADR), como funciona, quais as ...

5 meses atrás

Investimentos

Bacen: entenda o que é e como essa instituição afeta seus investimentos

O Bacen é uma instituição do sistema financeiro responsável por controlar a ...

5 meses atrás

Investimentos

CDB e CDI: conheça as diferenças antes de investir

Entenda melhor sobre esses dois tipos de certificado de depósito e como se ...

4 meses atrás