Operar vendido: o que significa e como adotar essa estratégia

Saiba o que é operar vendido na Bolsa de Valores e o que fazer para adotar essa estratégia em seus investimentos.

Você não pode entrar na Bolsa de Valores antes de aprender alguns conceitos básicos, como por exemplo, operar vendido ou operar comprado. Ambas são estratégias essenciais se você deseja investir na Bolsa de Valores, e principalmente se o seu objetivo é se tornar um day trader.

Nos próximos parágrafos, vamos te mostrar o que significam os termos operar vendido e operar comprado, suas principais diferenças e algumas dicas para começar, agora mesmo, as suas operações.

Continue lendo e aprenda tudo o que precisa saber para uma vida financeira rica e saudável!

Operar vendido: o que é?

Também chamado de vender a descoberto ou de operação short, essa tática consiste em vender um ativo a um determinado preço, recomprando-o por um valor menor ao final do dia.

 

Como a estratégia funciona?

Operar vendido significa apostar na queda de valor de um ativo ao longo do dia. Pense que você tem um lote com 100 ações de uma empresa e venda cada uma por R$ 30, totalizando R$ 3.000. Ao final do dia, se o valor tiver caído para R$ 27, você terá lucrado R$ 300 na operação.

Vale mencionar que a operação não é isenta de risco. Por exemplo, se errar em sua previsão e o ativo valorizar, você terá prejuízo ao final do dia.

O maior exemplo de operação short foi visto no filme “A Grande Aposta”, que mostrou como um grupo de investidores calculou que o mercado imobiliário americano estava à beira de um colapso e montaram uma posição para lucrar com a crise do subprime.

Operar vendido: principais características

Agora que sabe o básico da estratégia de vendas a descoberto, confira abaixo algumas das principais características desse tipo de operação.

 

Ganhar dinheiro na queda do preço de ações

Como exemplificamos usando o filme acima, quem opera vendido está apostando na desvalorização dos ativos em sua carteira. A diferença entre o valor vendido e o valor comprado é o que compõe o lucro das operações short.

 

Faz a operação da compra de ações de maneira inversa

Pode parecer estranho para um iniciante, mas você não precisa ter os ativos em carteira para fazer a venda.

Sim, você pode vender a descoberto.

Por outro lado, é importante lembrar que a operação short exige a compra do ativo ao final do dia, independentemente de ter lucro ou prejuízo. É por isso que a operação de compra funciona de maneira inversa da venda a descoberto.

 

Faz aluguel de ações

O que descrevemos ao longo do artigo é frequente na estratégia de curtíssimo prazo. Porém, há uma maneira de operar vendido durante mais de um dia. Para isso, você precisa fazer o aluguel de ações no seu home broker.

O aluguel de ações é uma operação mais complexa. Em uma estratégia de prazo maior, é necessário “alugar” as ações da carteira de outro investidor que esteja disposto a emprestá-las.

O investidor que está alugando suas ações as transfere para o locatário por um tempo predeterminado. O locador também define uma taxa que o locatário deve pagar para a transferência das ações. O aluguel de ações costuma ser usado para estratégias de curto prazo.

Complementando, a venda a descoberto não é indicada ao longo prazo, por conta da alavancagem e do risco maior de prejuízo caso um ativo valorize demais.

Operar vendido x operar comprado

Agora que entendeu como as operações short funcionam, chegou o momento de entender o que significa operar comprado. Dessa maneira, terá como comparar os dois tipos de operação e descobrir a diferença entre long e short.

Operar comprado é uma estratégia de menor risco, além de mais barata que a outra. O investidor que opera comprado costuma buscar ações que provavelmente irão se valorizar.

Nesse caso, basta comprar as ações e aguardar sua valorização para ter lucro na venda.

 

Características das operações long

 

Diferenças entre operar vendido e operar comprado

As duas operações são inversas, comparando os seus objetivos. Enquanto operar vendido é adequado para estratégias de curtíssimo ou curto prazo, a manobra de operar comprado é para quem tem paciência de esperar a valorização, mesmo que isso signifique menor rendimento no momento.

Ou seja, escolher entre vender a descoberto ou operar comprado depende bastante do seu perfil de investidor. Enquanto operar vendido é mais adequado aos investidores de perfil arrojado, operar comprado é indicado para conservadores.

Vale lembrar que nada impede de operar comprado no curto prazo, basta apenas ficar atento para vender seus ativos no momento em que eles estejam valorizados.

3 dicas para começar suas operações

Entendeu quais são as principais diferenças entre operar vendido e operar comprado e quer começar a se preparar para as operações short na Bolsa de Valores? Então siga essas três dicas fundamentais que vamos mostrar abaixo!

 

Não arrisque alto nas primeiras tentativas

Por mais que goste de investir agressivamente e se considere um investidor arrojado, não comece investindo alto nas operações short.

Não coloque em jogo os ativos ou uma quantia de dinheiro que pode comprometer sua carteira. Comece gradualmente, testando o que dá certo e anotando o que não funciona.

À medida que acumula conhecimento e experiência, aumente o nível de investimento nas operações short.

 

Conheça bem seu sistema de home broker

Tome um tempo para se familiarizar com as ferramentas em seu sistema de home broker. Saiba o que cada botão faz, seus atalhos e como operar rapidamente no sistema.

Operar vendido requer certa agilidade, e apertar um botão errado na hora errada pode acabar custando bastante. Domine seu sistema de home broker antes de começar a operar!

 

Tenha uma carteira de ativos equilibrada antes de começar

Não entre na Bolsa de Valores já operando no day trade. Antes disso, se assegure de ter uma carteira de ativos diversificada e equilibrada.

Também é importante que tenha uma reserva de emergência em títulos de liquidez diária, que cubra no mínimo 6 meses do seu custo de vida. Dessa maneira, você terá formado uma base sólida para começar a operar vendido na Bolsa.

Quer mais dicas sobre investimentos e day trade? Então nos envie já uma mensagem e continue acompanhando os artigos do blog!

Recomendados

Investimentos

Entenda o que é e como calcular o grau de alavancagem operacional

Realizar uma alavancagem operacional é uma das formas que as empresas encontram de ...

8 meses atrás

Investimentos

Custo operacional nos investimentos: o que é e como calcular?

Entenda o que é o custo operacional nos seus investimentos e quais são as taxas e ...

8 meses atrás

Investimentos

Mini-índice: O que é e como operar?

É possível operar com as melhores ações do Mini-índice tendo pouco dinheiro para ...

7 meses atrás