Tudo o que você deve saber sobre o SBPE

Se você deseja investir em um patrimônio imóvel, saiba se a compra através do SBPE é a melhor opção.

Ter rendimentos sem aplicar força de trabalho é um sonho para muitos brasileiros que planejam investir em imóveis. Há também outras possibilidades que se destacam nesse tipo de investimento, como a compra de terrenos para venda futura, quando o local se valorizar, ou comprar apartamentos na planta por um valor mais barato, e fazer a venda por muito mais. 

Afinal, quem não conhece pelo menos uma pessoa que ganhou dinheiro através dessas estratégias? Comprar um ponto comercial, apartamento ou terreno à vista e não ter que pagar juros é a situação ideal, mas ela é para poucos. Por isso, o financiamento entra como opção viável para a maioria das pessoas. 

Se você está pensando em diversificar seus investimentos e fazer a compra de um imóvel, saiba que existem facilidades de financiamento interessantes, como o SBPE. O Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo é uma das linhas de crédito mais populares e importantes para o financiamento de imóveis no Brasil. 

É através dos recursos dele que outros programas para compra de imóveis acontecem, como o SFI e o SFH, por exemplo. Com ele, é possível que você consiga um financiamento de até 80% do valor total de um imóvel ou de um terreno.

O SBPE e o mercado imobiliário

O Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo é uma das linhas de crédito oferecidas para quem deseja comprar um imóvel ou terreno. Para que isso seja possível, ele utiliza recursos captados pelos rendimentos das cadernetas de poupança, por meio das instituições financeiras. 

Essas instituições podem utilizar até 65% dos valores arrecadados nas contas poupança dos seus clientes para esses fins. Uma delas é a Caixa Econômica Federal, juntamente com a Sociedade de Crédito Imobiliário.

Ao contrário de outras modalidades de crédito, como o SFH (Sistema Brasileiro de Habitação), o SBPE não se limita ao financiamento de imóveis residenciais. Isso quer dizer que as suas possibilidades como investidor aumentam, por exemplo, para o investimento em aluguel para pontos comerciais (empresas, escolas, hospitais, etc.). Além disso, também é possível comprar imóveis novos e usados e a compra de terrenos.

O imóvel ideal

Procurar um imóvel com o plano de investir pode ser um pouco trabalhoso, mas essa etapa é imprescindível para que você tenha sucesso. Pesquise por locais com alto potencial de valorização. Procure informações com o governo e a prefeitura da cidade em questão sobre a abertura de parques ou de estações de metrô, por exemplo. 

Vale a pena também ficar de olho na iniciativa privada, quais podem ser os planos de abertura de novos shoppings, hospitais, escolas, bancos, academias, restaurantes etc. Optar por bairros próximos ao centro das cidades pode ser uma boa opção, já que ficam perto da fronteira de especulação e ocupação. 

Quem pode se beneficiar?

Agora que você conhece mais sobre o Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo,  é hora de saber se você pode se beneficiar desse tipo de programa. Ele é voltado para quem precisa de um prazo extra no financiamento, chegando até 35 anos. 

Esse prazo pode variar de uma instituição para outra, com outros detalhes como as taxas cobradas.  Esse período longo para quitação pode se tornar uma vantagem para quem quer investir, mas não pode comprometer seu orçamento num período curto de pagamento. 

O SBPE também  é ideal para os seguintes casos: 

  1. Quem quer comprar um imóvel residencial, em que o valor ultrapassa o limite de outras linhas de crédito, como o SFH.  
  2. Quem deseja comprar um segundo imóvel, mas que não pode utilizar outras linhas de crédito habitacional.
  3. Para quem não é pessoa física e não consegue utilizar os recursos do FGTS. 

Vejamos qual é o perfil de pré-requisitos para conseguir um financiamento desse tipo:

 

  • Ser maior de idade: você precisa ter mais de 18 anos ou ser emancipado com 16.

 

  • Ser brasileiro: caso seja estrangeiro, é necessário ter visto de permanência no país.

 

  • Não estar presente em algum tipo de cadastro de restrição ao crédito: seu nome não pode estar “sujo” em alguma instituição como o SCPC ou SERASA.

 

  • Ter 30% da sua renda mensal livre: você precisa ter como provar que tem como deixar essa quantia livre para pagar as mensalidades do financiamento, sem comprometer seus outros gastos. Essa medida é tomada para evitar inadimplência por parte de quem utiliza o SBPE.

 

Como as taxas podem variar de banco para banco, é indicado que você busque fazer pesquisas e simulações para saber qual é a melhor opção para o seu caso antes de fechar uma proposta. 

Mudanças Recentes

A recuperação da crise do mercado imobiliário aparenta estar dando os primeiros passos. Segundo dados da Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito e Poupança), em setembro de 2019, houve um aumento de 54,5% no número de financiamentos imobiliários, em comparação ao mesmo período de 2018. 

Os financiamentos feitos através do SBPE chegaram a R$ 7,59 bilhões, melhor índice mensal desde maio de 2015, quando atingiu R$ 9,249 bilhões. Em comparação ao ano de 2018, o somatório de financiamentos durante os nove primeiros meses do ano teve um aumento de 34,1%.

Além do mais, um dos índices que também chamam a atenção é aquele que fala sobre o aumento de concessões dadas às pessoas jurídicas. Entre setembro de 2018 e setembro de 2019, o aumento registrado foi de 30,2% para esta categoria.

Apesar de ainda ser a menor parcela dos financiamentos do SBPE, é um crescimento que merece ser considerado e mostra o aquecimento para o nicho de aluguel para empresas.

Gostou do artigo e ficou interessado em mais? Então cadastre-se gratuitamente na Capital Research. Assim você recebe em primeira mão conteúdo para investir melhor.

Recomendados

Investimentos

Especulação imobiliária: como funciona e como investir

A especulação imobiliária é um investimento com alto potencial de retorno. Veja ...

2 anos atrás

Investimentos

IFIX: Entenda o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários

Semelhante ao Ibovespa, indicador aponta o desempenho médio do mercado de fundos de ...

2 anos atrás