SPXI11: Tudo o que você deve saber para fazer o melhor investimento

Saiba o que é, como funciona e como investir em SPXI11. Veja também os prós e contras desta opção de fundo de investimento.

O mercado de capitais apresenta múltiplas alternativas de aplicações de Renda Fixa ou Variável – o perfil de investidor de cada pessoa é responsável por boa parcela da identificação do investimento ideal. 

Para aqueles que identificam-se com um Perfil Moderado ou Arrojado, dispostos a arriscar um pouco, os Exchange Traded Funds (ETFs), ou fundos de índice, constituem uma boa oportunidade de atuar na Bolsa de Valores de forma diversificada e sem precisar selecionar especificamente a Ação de uma empresa. 

Os ETFs são negociados na Bolsa de Valores do Brasil, a B3, da mesma forma que uma Ação comum, mas cada um de seus rendimentos replica o desempenho de um indicador específico da própria B3 – que agrupa uma série de empresas. 

Na prática, então, comprar cotas de um fundo de índice significa adquirir uma parcela das Ações de todo um grupo de empresas.

🡪 Conheça os tipos de investidor e descubra qual é o seu!

🡪 Veja a lista de ETFs negociados na Bolsa de Valores do Brasil

Uma das 17 opções de ETFs que a bolsa de valores brasileira oferece atualmente é o IT NOW S&P500 TRN FUNDO DE INDICE (SPXI11). O rendimento do SPXI11 está atrelado ao S&P 500 Brazilian Real Index, um índice que avalia o desempenho médio das Ações das 500 principais empresas dos Estados Unidos – elas são escolhidas de acordo com critérios como liquidez, tamanho e setor. 

O índice S&P 500 converte automaticamente os recursos envolvidos para a moeda brasileira. Assim, investir no SPXI11 é uma forma de investir no mercado estrangeiro – de dentro do Brasil.

Exchange Traded Funds (ETFs) – São fundos negociados na Bolsa de Valores, assim como Ações, cujos rendimentos replicam o desempenho de índices que a própria Bolsa utiliza: um ETF reflete o desempenho do Índice Financeiro (que mede a performance das Ações de instituições financeiras), outros ETFs refletem o desempenho do Índice Bovespa (que avalia as Ações das empresas mais negociadas na bolsa brasileira) e assim por diante. 

Há opções de Renda Fixa, mas a maioria dos ETFs é de Renda Variável. Eles são geridos por instituições financeiras específicas e representam a oportunidade de diversificar os investimentos sem escolher uma Ação em particular. Atualmente, a B3 oferece 17 opções de ETFs: um deles é o SPXI11.

O que é SPXI11?

Como todo ETF, o SPXI11 é um fundo que replica a valorização ou desvalorização de um índice utilizado na B3 – no caso, o índice é o S&P 500, calculado pela companhia norte-americana Standard & Poor’s para avaliar o desempenho médio das Ações das 500 maiores empresas daquele país: Apple, Coca-Cola, Microsoft, Facebook, Exxon e outras das mais poderosas do mundo. 

A administração do fundo SPXI11 no Brasil é responsabilidade do Itaú Unibanco, que cobra 0,27% anualmente para cumprir tal tarefa. 

Como funciona o SPXI11

A referência para o desempenho do SPXI11 é o índice S&P 500: se o índice apontar que as Ações das 500 maiores empresas dos Estados Unidos valorizarem, em média, 4%, o SPXI11 terá valorização igual ou semelhante. 

Ao comprar cotas deste fundo, o investidor está adquirindo um pacote de pequenas Ações de algumas das companhias mais bem consolidadas na economia mundial. 

No entanto, todas as decisões sobre a administração do fundo – assim como ocorre em qualquer ETF – é de responsabilidade do gestor. Neste caso, do banco Itaú.

Como investir em SPXI11

A aquisição de cotas de um ETF é feita da mesma maneira que se compra uma Ação: é preciso ter uma conta em uma corretora de valores/instituição financeira autorizada a operar na B3. 

Após escolher a corretora/instituição e abrir uma conta, o investidor recebe uma plataforma digital e uma senha para acessar o quadro de operações da Bolsa. 

Para investir no SPXI11, é preciso acessar a seção ETFs listados e selecionar o fundo de índice IT NOW S&P500 TRN FUNDO DE INDICE (SPXI11). O mínimo de cotas a ser adquirido é 10, com valor médio de cerca de R$ 153 cada.

Prós e Contras de investir em SPXI11

Como todo investimento, os ETFs possuem vantagens e desvantagens. Confira alguns prós e contras do fundo SPXI11:

Prós:

Diversificação: as cotas do SPXI11 representam Ações de algumas das maiores empresas norte-americanas, dos mais variados setores;
Custo: a taxa de administração cobrada pelo Itaú para esse fundo é de 0,27% ao ano;
Prático: investir no SPXI11 e nos demais ETFs é rápido de fazer e fácil de entender.

Contras:

–  Passividade: com uma gestão passiva, ou seja, comandada 100% pelo gestor, o investidor não toma decisões sobre a administração do fundo;
Tributos: mesmo com baixa taxa de administração, ainda há tributos (Imposto de Renda, IOF) que podem abocanhar boa parte dos rendimentos do fundo;
Empresas: se algumas das empresas que compõem o SPXI11 tiverem desempenho fraco, elas podem puxar para baixo a rentabilidade de todo o fundo.

Encontre as melhores recomendações de investimentos no site da Capital Research!

Recomendados

Investimentos

Entenda o que é e como funciona o fundo de investimento

Uma das opções mais populares do mercado, o fundo de investimento pode ser a ...

5 meses atrás

Investimentos

Como escolher um fundo de investimento: Guia Completo 2020

Assim como qualquer modalidade, saber como escolher um fundo de investimento é a ...

2 meses atrás

Investimentos

BRCR11: saiba tudo para investir certo neste Fundo Imobiliário

Conheça as características do BRCR11 (BTG Pactual Corporate Office Fund). Clique e ...

1 semana atrás