Ações

Atualizações da CVC

Felipe Silveira07/07/2020

A CVC divulgou um fato relevante hoje com algumas atualizações que valem nossa atenção.

Vou começar por uma bem importante. Um ajuste negativo de R$ 556 milhões que a companhia vai fazer no resultado do 1T20, chamado impairment. São R$ 475 milhões relativos às aquisições de empresas, especialmente na Argentina, e outros R$ 81 milhões a créditos tributários que dificilmente serão recuperados no futuro próximo.

O impairment é um ajuste puramente contábil, ou seja, não vai sair nada do caixa da companhia. O que ele quer dizer é que a companhia tinha uma expectativa em relação a esses ativos, que estava retratada no seu balanço, e por conta da pandemia e os seus efeitos no setor, essas expectativas foram revisadas para baixo. O resultado futuro gerado por esses ativos será menor que o esperado anteriormente e a companhia faz um ajuste no seu balanço para retratar essa redução na expectativa.

Resumindo, apesar de não sair nada do caixa da companhia agora, é uma notícia negativa pois significa que a companhia espera um resultado menor no futuro. No entanto, era de se esperar que ajustes como esse ocorressem tendo em vista o impacto do coronavírus no setor.

Além disso, houve uma atualização nos valores relativos aos erros contábeis descobertos pela própria CVC no começo do ano. A companhia estima que a receita reportada entre 2015 e 2019 seja ajustada para baixo em R$ 350 milhões (era R$ 250 milhões), uma média de R$ 70 milhões por ano.

Como a companhia sinalizou que esses ajustes não devem chegar ao fluxo de caixa dos últimos anos, o efeito prático disso é mitigado, mas há a questão da confiança do mercado nos números da CVC, o que acaba pressionando o preço das ações para baixo e isso leva um tempo para ser revertido.

A companhia estima ainda que por conta dos erros que superestimaram a receita, possa recuperar cerca de R$ 55 milhões em tributos pagos a mais nesse período.

A CVC informou que a apuração independente feita pelo comitê de auditoria sobre esses erros contábeis está em estágio avançado.

Por fim, a companhia divulgou alguns números relativos ao impacto da pandemia na sua operação.

Até 30 de junho, o volume de viagens canceladas chegou a R$ 96 milhões. Desse montante, a CVC estima que cerca de R$ 13 milhões de gastos com comissões e tarifas de cartão de crédito serão perdidos pela companhia. Vale mencionar que apenas uma parcela desses R$ 96 milhões viraria receita para a companhia, ou seja, o impacto nas receitas que deixam de entrar para a CVC é menor. A companhia ainda gastou R$ 3 milhões durante a pandemia para trazer passageiros de volta para o Brasil.

A inadimplência teve um aumento relevante e a companhia estima em R$ 72 milhões o saldo com clientes e franquias que tem uma chance pequena de recuperação.

E há um número relevante de R$ 380 milhões de saldo da companhia com as cias aéreas que dizem respeito a passagens que já foram pagas pela CVC, que pode se tornar um problema caso alguma aérea encerre as operações e não consiga honrar suas obrigações. Nesse caso, a CVC entraria na fila de credores para receber.

Mas, isso é bem difícil de se projetar e acreditamos que o mercado já coloque essa possibilidade na conta, tendo em vista a dificuldade enfrentada pelas aéreas durante a pandemia.

Vale lembrar que a companhia está estudando uma operação de capitalização que deve ser anunciada nos próximos dias e os resultados referentes ao 4T19 e ao 1T20 devem ser divulgados até o final desse mês.

A CVC faz parte da nossa carteira recomendada de ações. É um dos papéis com risco mais elevado que visam aumentar o retorno projetado da carteira no longo prazo. Vale sempre reforçar que se você for seguir a nossa carteira, faça isso respeitando os pesos, ou seja, a CVC deve ser apenas uma parte relativamente pequena da sua carteira de ações que, por sua vez, deve ser apenas  uma parcela dos seus investimentos totais.

Disclaimer

Aviso legal

A presente publicação visa única e exclusivamente informar os leitores dos temas apresentados e divulgar as atividades da Capital Research, portanto não deve sob qualquer hipótese ser compreendida como oferta de negociação de títulos, valores mobiliários ou quaisquer outros instrumentos financeiros.

Determinados conteúdos produzidos pela equipe da Capital Research podem constituir "Relatório de Análise", conforme definido no artigo 1º § 1º da Instrução CVM 598/2018. Quando da emissão destes Relatórios, os Analistas de Valores Mobiliários responsáveis pela referida emissão e autores dos conteúdos publicados, declaram expressamente que as recomendações de títulos e valores mobiliários apresentadas constituem estritamente suas opiniões pessoais, elaboradas de forma totalmente independente e autônoma, declarando-se ainda responsáveis pelo cumprimento das obrigações dispostas no Art. 20 da referida Instrução.

As informações apresentadas nos relatórios foram baseadas em fontes públicas e consideradas confiáveis na data de publicação, e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação pela Capital Research e/ou analistas em relação a tais mudanças.

Os analistas poderão esclarecer dúvidas de seus leitores através de relatórios ou vídeos que serão enviados simultaneamente a estes, sendo sempre mantida e garantinda a isonomia de informações.

Ressaltamos que as decisões de investimentos devem ser realizadas pelo próprio leitor sob sua total e exclusiva responsabilidade. Os resultados e estatísticas anteriores NÃO devem ser interpretados como garantias de ganhos futuros, sendo que de nenhuma forma a Capital Research e seus analistas, expressamente ou implicitamente, garantem algum desempenho ou a ocorrência de ganhos.

Alguns instrumentos de investimentos podem não ser adequados para todos os leitores, uma vez que os relatórios emitidos pela Capital Research, não levam em conta a situação específica e individualizada de cada um, devendo a decisão final sobre a realização ou não do investimento, ser tomada exclusivamente pelo leitor.

A Capital Research poderá alterar o presente aviso legal sob seus próprios critérios, sem que isto implique em necessidade de qualquer comunicação prévia ao leitor.

“Os analistas de valores mobiliários autores do presente conteúdo declaram, nos termos da Instrução CVM nº 598/2018, que as recomendações de títulos e valores mobiliários apresentadas constituem opiniões pessoais, elaboradas de forma totalmente independente e autônoma. Sob tal circunstância, ainda, os respectivos analistas se declaram responsáveis pelo cumprimento das obrigações dispostas no Art. 20 da referida Instrução.”

[{"code":"CAPITAL20"
[{"code":"CAPITAL20"
"label":"20% Off"
"label":"20% Off"
"win":true}
"win":true}
{"code":"CAPITAL10OFF"
{"code":"CAPITAL10OFF"
"label":"10% Off"
"label":"10% Off"
"win":true}
"win":true}
{"code":"CAPITAL15OFF"
{"code":"CAPITAL15OFF"
"label":"15% Off"
"label":"15% Off"
"win":true}
"win":true}
{"code":"CAPITAL10OFF"
{"code":"CAPITAL10OFF"
"label":"10% Off"
"label":"10% Off"
"win":true}
"win":true}
{"code":""
{"code":""
"label":"Jogue Novamente!"
"label":"Jogue Novamente!"
"win":false}
"win":false}
{"code":"CAPITAL10OFF"
{"code":"CAPITAL10OFF"
"label":"10% Off"
"label":"10% Off"
"win":true}
"win":true}
{"code":""
{"code":""
"label":"Jogue Novamente!"
"label":"Jogue Novamente!"
"win":false}
"win":false}
{"code":"10OFF"
{"code":"10OFF"
"label":"10% Off"
"label":"10% Off"
"win":false}
"win":false}
{"code":"CAPITAL10OFF"
{"code":"CAPITAL10OFF"
"label":"10% Off"
"label":"10% Off"
"win":true}
"win":true}
{"code":"CAPITAL20"
{"code":"CAPITAL20"
"label":"20% Off"
"label":"20% Off"
"win":true}
"win":true}
{"code":""
{"code":""
"label":"Quase!"
"label":"Quase!"
"win":false}
"win":false}
{"code":"CAPITAL20"
{"code":"CAPITAL20"
"label":"20% Off"
"label":"20% Off"
"win":true}]
"win":true}]