Carteira Capital

Balanço da Semana: Biden aumenta vantagem e mercado gosta

Samuel Torres, CFA09/10/2020

Esta semana foi bastante influenciada pelos acontecimentos nos EUA, enquanto por aqui a discussão continuou em torno dos riscos fiscais, sem mudanças significativas.

Como eu havia comentado na sexta-feira passada, Donald Trump comunicara que havia contraído Covid-19, o que trouxe grande apreensão aos investidores, não só pelos impactos de um eventual falecimento, como também por atrapalhar a reta final da corrida eleitoral.

Mas logo no início dessa semana, após tratamento durante o final de semana, Trump deixou o hospital, o que trouxe alívio aos investidores.

Contudo, a alegria durou pouco, pois Trump decidiu interromper as negociações com os Democratas quanto a um novo pacote de estímulo, afirmando que se ele ganhar as eleições, imediatamente aprovará um grande pacote econômico, o que foi bastante mal recebido.

Nos dias seguintes, entretanto, saíram algumas notícias afirmando que Trump teria voltado atrás nessa ideia, autorizando a retomada das negociações. Adicionalmente, com o aumento da vantagem de Joe Biden nas pesquisas eleitorais, os investidores passaram a considerar a possibilidade de uma ampla vitória dos Democratas também no Congresso, o que facilitaria a aprovação de um grande pacote de estímulos após as eleições, devolvendo otimismo ao mercado.

Por aqui, Rodrigo Maia e Paulo Guedes jantaram juntos e, aparentemente, voltaram a se unir em favor da aprovação de reformas e da manutenção do teto dos gastos.

Contudo, em paralelo, voltaram a surgir boatos sobre possível extensão dos gastos com a pandemia, inclusive o auxílio emergencial, até 2021. Paulo Guedes prontamente afirmou que isso não é verdade, mas a desconfiança continua.

Também tivemos a divulgação de alguns dados econômicos. Entre os mais relevantes estão as vendas no varejo brasileiro de agosto e o IPCA de setembro.

As vendas no varejo cresceram 3,4% em relação a julho, acima do esperado e superando o patamar pré-pandemia. Todavia, fica a incerteza quanto à continuidade da boa performance do varejo após o fim do auxílio emergencial no fim de 2020.

Já o IPCA apresentou alta de 3,4%, acima das expectativas, ainda influenciado pelos preços dos alimentos.

O temor de uma aceleração da inflação é um dos temas do relatório que publiquei hoje, sobre o qual dou mais detalhes logo abaixo.

No acumulado da semana, com o ambiente externo mais positivo, o Ibovespa, Ifix e S&P 500 subiram 3,7%, 0,5% e 3,8%, respectivamente, enquanto do dólar se desvalorizou 2,7% em relação ao real.

O mercado precifica “o fim do Brasil”. É para tanto?

Setembro foi um mês ruim para a maioria dos ativos. O Ibovespa, por exemplo, teve o segundo mês consecutivo de queda. E nem mesmo o Tesouro Selic escapou, apresentando uma desvalorização mensal que não acontecia há 18 anos.

Aos poucos, parece que o mercado vai precificando um cenário bastante negativo para o Brasil. E de fato há vários motivos para preocupação. Mas será que é para tanto?

Nesse relatório, eu explico detalhadamente o que está acontecendo, te conto os riscos e minhas preocupações, e também te mostro onde podem aparecer oportunidades de investimento nesses momentos de desespero.

Está pronto para aposentadoria? Precisamos falar da previdência

Nesse relatório que o Rafael Amaral preparou para você, ele fala de um assunto crucial e muitas vezes negligenciado pelas pessoas: a previdência.

Sabemos que existem aquelas pessoas que simplesmente não acham esse assunto importante, mas o que mais me assusta são as pessoas que acreditam que estão preparadas, sendo que não estão.

Quer saber se você faz parte desse grupo? Então, clique aqui e confira!

Agro é tech, agro é pop, agro é FII

O Felipe Silveira preparou um relatório sobre um FII que acabou de fazer IPO: o Riza Terrax.

E além de ser um novato na bolsa, há uma outra novidade a respeito dele que é o segmento que atua: o de terras agrícolas! É apenas o segundo Fundo Imobiliário que quer explorar o mercado agrícola e o primeiro que foca nesse segmento específico de terras.

O Felipe analisou esse FII “diferentão” para que você fique por dentro dessa novidade, mas como ele é cheio de particularidades é importante que você leia atentamente esse relatório para entender o racional do fundo e os riscos atrelados a ele.

Eu posso adiantar que trata-se quase de um FII de papel na pele de um FII de tijolo, por conta das operações que foram estruturadas pela gestora. Mas ele explico melhor tudo isso no relatório. Então, fica o convite: clique e confira. É de graça!

Disclaimer

Aviso legal

A presente publicação visa única e exclusivamente informar os leitores dos temas apresentados e divulgar as atividades da Capital Research, portanto não deve sob qualquer hipótese ser compreendida como oferta de negociação de títulos, valores mobiliários ou quaisquer outros instrumentos financeiros.

Determinados conteúdos produzidos pela equipe da Capital Research podem constituir "Relatório de Análise", conforme definido no artigo 1º § 1º da Instrução CVM 598/2018. Quando da emissão destes Relatórios, os Analistas de Valores Mobiliários responsáveis pela referida emissão e autores dos conteúdos publicados, declaram expressamente que as recomendações de títulos e valores mobiliários apresentadas constituem estritamente suas opiniões pessoais, elaboradas de forma totalmente independente e autônoma, declarando-se ainda responsáveis pelo cumprimento das obrigações dispostas no Art. 20 da referida Instrução.

As informações apresentadas nos relatórios foram baseadas em fontes públicas e consideradas confiáveis na data de publicação, e estão sujeitas a mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação pela Capital Research e/ou analistas em relação a tais mudanças.

Os analistas poderão esclarecer dúvidas de seus leitores através de relatórios ou vídeos que serão enviados simultaneamente a estes, sendo sempre mantida e garantinda a isonomia de informações.

Ressaltamos que as decisões de investimentos devem ser realizadas pelo próprio leitor sob sua total e exclusiva responsabilidade. Os resultados e estatísticas anteriores NÃO devem ser interpretados como garantias de ganhos futuros, sendo que de nenhuma forma a Capital Research e seus analistas, expressamente ou implicitamente, garantem algum desempenho ou a ocorrência de ganhos.

Alguns instrumentos de investimentos podem não ser adequados para todos os leitores, uma vez que os relatórios emitidos pela Capital Research, não levam em conta a situação específica e individualizada de cada um, devendo a decisão final sobre a realização ou não do investimento, ser tomada exclusivamente pelo leitor.

A Capital Research poderá alterar o presente aviso legal sob seus próprios critérios, sem que isto implique em necessidade de qualquer comunicação prévia ao leitor.

“Os analistas de valores mobiliários autores do presente conteúdo declaram, nos termos da Instrução CVM nº 598/2018, que as recomendações de títulos e valores mobiliários apresentadas constituem opiniões pessoais, elaboradas de forma totalmente independente e autônoma. Sob tal circunstância, ainda, os respectivos analistas se declaram responsáveis pelo cumprimento das obrigações dispostas no Art. 20 da referida Instrução.”