Significado de inflação: entende o índice e como ele afeta as suas finanças

Não sabe qual o significado de inflação? Nosso guia responde e ainda traz dicas valiosas para lidar com os seus efeitos.

Apesar de fazer parte do nosso dia a dia, nem sempre o significado de inflação fica tão claro para todo mundo, não é mesmo? Se esse é o seu caso, veio ao lugar certo. 

Neste texto, vamos explicar o que é e como funciona o processo inflacionário. Além disso, você vai entender como a alta dos preços afeta seus investimentos. Então, continue com a leitura para conhecer o significado de inflação de uma vez por todas.

Qual o significado de inflação?

Resumidamente, inflação significa o aumento do nível dos preços. Assim, um processo inflacionário ocorre quando sobe o valor de mercado de vários itens consumidos pela população, em geral. No mesmo sentido, a deflação acontece quando cai o preço dos itens.

Além dessa definição clássica, a gente pode entender a inflação como a perda do poder de compra. Isto é, quando o nível dos preços sobe, o seu dinheiro perde a capacidade de comprar as mesmas mercadorias de antes.

Para acompanhar essas oscilações dos valores, a inflação é medida através de alguns indicadores. Entre eles, estão: IPC, INPC, IPA e IGP-M. O mais conhecido é o IPCA 0 Índice de Preços ao Consumidor Amplo.

O IPCA é calculado e divulgado periodicamente pelo IBGE. O índice serve de indexador para algumas aplicações financeiras – como veremos mais à frente.

O que causa a inflação?

Na lei de oferta e procura, quando determinado bem tem grande demanda, a tendência é que seu preço suba. Da mesma forma, quando a procura diminui, os valores caem.

Essa é a principal causa da inflação: o aumento da demanda por produtos, serviços e outros ativos. Mas também existem outras razões que levam ao crescimento do nível geral dos preços. Confira, então, as causas para a inflação:

  • Gastos públicos: cofres públicos aumentam os impostos e/ou imprimem mais moeda
  • Cartéis: baixa concorrência no mercado, que dá espaço à prática indiscriminada de preços altos
  • Indexação: preços que são indexados a taxas e vão acumulando aumento após aumento
  • Custos de produção: elevação dos gastos para a produção, que é repassada para o preço final dos bens e serviços
  • Inércia: quando o mercado caminha para o aumento dos níveis dos valores mesmo que não haja motivos concretos para tal
  • Oferta insuficiente: a demanda maior do que a oferta pressiona a alta dos preços.

Quais são os efeitos da inflação?

Assim como existem diferentes causas para o processo inflacionário, seus efeitos também são diversos.

Com a perda do poder de compra, um dos reflexos mais significativos é a redução geral no consumo. Desse modo, pessoas e empresas reduzem seus gastos – especialmente, com compras consideradas não-essenciais.

Além disso, outros impactos são sentidos como encarecimento do produto nacional, redução dos investimentos das empresas e distorções econômicas.

Como a inflação afeta os investimentos

Muitos títulos de renda fixa são atrelados aos valores da inflação. Papéis como Tesouro Direto IPCA e Tesouro Direto IGP-M, por exemplo, remuneram os investidores de acordo com as alíquotas do aumento dos preços.

Mas o principal efeito a ser sentido com a inflação é a perda de rentabilidade dos ativos. Se o processo inflacionário retira o poder de compra do dinheiro, o investimento deve sempre remunerar com taxas maiores do que as alíquotas da inflação.

Por exemplo, considere que o IPCA esteja a 4,5% ao ano e um título remunera os investidores à taxa anual de 5%. Nesse caso – e considerando que não haja outros custos – o investimento teve rentabilidade de 0,5% ao ano. 

Ou seja, a aplicação conseguiu neutralizar o efeito da inflação e gerar um lucro real de meio por cento ao ano para o investidor.

Assim, você deve acompanhar as taxas de inflação e buscar tipos de investimentos que paguem valores acima do processo inflacionário – além de cobrir os gastos com a aplicação. Somente dessa forma você consegue investir com retorno real sobre seu dinheiro.

Como lidar com a inflação ao investir

Vimos como a inflação afeta a economia, de forma geral, e os investimentos. Para proteger o seu dinheiro do aumento do nível dos preços, confira algumas dicas práticas:

  1. Acompanhe, com frequência, os principais indicadores do processo inflacionário
  2. Invista em ativos que possam remunerar com valores acima dos índices de inflação
  3. Observe como as aplicações indexadas à inflação se comportam e de que maneira pagam mais juros do que o aumento dos preços

Assim, a principal forma para lidar com essa oscilação é entender o significado de inflação e como ela funciona, sendo o primeiro passo para evitar perder dinheiro. Então, pesquise e estude sobre investimentos que possam neutralizar os efeitos da diminuição do poder de compra.

Na Capital Research, você encontra informação sobre as principais aplicações financeiras que remuneram com taxas acima dos índices de inflação. Por isso, continue por aqui para descobrir como investir com boa rentabilidade.

Recomendados

Investimentos

Inflação: o que é e como afeta a sua vida e seus investimentos?

Entenda, de uma vez por todas, tudo sobre inflação. Como funciona, os cálculos e ...

9 meses atrás

Investimentos

IPCA: como o principal índice de inflação da economia afeta seus investimentos

IPCA, ou índice de preços ao comsumidor amplo é o principal indicador da ...

9 meses atrás

Investimentos

Causas da inflação: razões e impactos da oscilação de preços

...

2 semanas atrás